Compartilhe


Foi uma grata surpresa a sensação que obtive quando terminei de ler a última página do livro de Dinaer, o primeiro volume de "A Guerra das Sombras", uma tetralogia escrita por Jorge Tavares. É raro encontrar obras de Alta Fantasia que, ao fim de uma viagem literária, sentimos como foi saborosa as horas que usamos ao nos imergir em tão esplendoroso mundo. Foi com esta maravilhosa sensação com que terminei este livro. Algo equiparável a muitos livros conhecidos e best-sellers, e que no final, nos dão a impressão de que realmente foi uma prazerosa leitura.

E devo salientar que não estou me referindo a uma obra estrangeira, mas sim a uma obra nacional, que muito subestimam por guiarem-se por um ingênuo senso-comum. Mais uma vez, enalteço a questão de que autores brasileiros podem ser muito promissores, basta que muitos notem isso.


Jorge Tavares criou um mundo de Alta de Fantasia, onde o enredo, assim como o universo criado para a história foi muito bem elaborado no que diz respeito a toda a construção econômica, geográfica, politica e cultural. Além disso, nota-se no prefácio, que houve sim um grande cuidado para criar todo o embassamento do livro, o que pelo menos pra mim, me agradou bastante.

O autor escreve muito bem, e suas palavras são claramente bem escolhidas durante o texto, polido de uma maneira a se mostrar da melhor e mais instigante forma. E como se não bastasse, o desenvolvimento do Livro de Dinaer é cativante. Os capítulos, apesar de longos, puderam ser lidos com grande curiosidade. A trama segue rumos que impressionam, e desfechos inesperados.

A narração, narrador onisciente e ao mesmo tempo em primeira pessoa, em certos momentos do livro, eleva bastante o grau de curiosidade como se tal instante fosse o apogeu da trama, quando na verdade, o climáx final estivesse longe de acontecer. A história é composta de muitos momentos intensos, e climáxs frequentes, que ajudam ainda mais a nos manter aferrados na leitura.

O único contra do livro, talvez, tenha sido o excesso de informação sobre os componentes do mundo criado pelo autor. No mínimo, um mapa com alguns cenários apresentados na história seriam razoáveis, ou mesmo, um sucinto representando toda a Terra das Sombras. E em alguns momentos, o livro torna-se confuso jogando tantas informações, que em seguida seriam dificeis de serem lembradas. Incluso, estava o peculiar recurso utilizado no inicio dos capítulos, contando trechos de algum texto antigo do próprio mundo, embora estes, fossem interessantes por se relacionarem com a impressão dos capítulos que o antecedia. 

Não apenas a história, mas os personagens também são cativantes. Porém, no que diz respeito a eles, é melhor eu não soltar spoilers. 

Algo muito recorrente no livro são as constantes impressões sobre os seres humanos, na verdade, narradas sobre o ponto de vista do Deus Dinaer. Concordando ou não com os argumentos do narrador, é muito interessante para refletirmos sobre a nossa essência e nosso sentido de existência no mundo, o que torna essa caracteristica do livro, se não a melhor, um grande atrativo.

Foi realmente uma viagem épica, a leitura do primeiro volume desta série. O desfecho foi consistente, assegurando minha curiosidade para o próximo passo desta ótima série.


Em suma, para os que gostam do gênero Alta Fantasia, onde todo um universo é criado do zero, dispensando Orcs, Elfos ou outras criaturas fantásticas tolkinianas(exceto Magos), "A Guerra das Sombras" é uma leitura indispensável.

Dados sobre o livro:

Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 8576790483
Ano: 2006
Páginas: 424


Sinopse: A Guerra das Sombras é um livro de aventura, passado em um universo fantástico. Em suas páginas, estão descritos dois grandes conflitos que se desenrolam concomitantemente. O primeiro, e mais evidente deles, dá-se entre reinos de homens mortais. Paralelamente, acontece um embate oculto entre forças sobre-humanas. E é nas conseqüências de ambos os embates sobre a vida de Rairom Guenor e de seu irmão Tairom que se encontra o foco central da narrativa.

  Em A Guerra das Sombras discute-se até que ponto está nas mãos dos homens o seu próprio destino. É a história do confronto do ser humano, mortal e frágil, contra desígnios e poderes bem maiores que os seus.

 Acesse o site da série para saber mais: http://aguerradassombras.com/

5 comentários:

Wilgner Murillo Santos (WMS) disse...

Muito boa a postagem, cara!! Achei bem legal....


Passei aqui para informar que já add seu link no meu blog. Quando tiver tempo passar lá e da uma olhada, aproveita e comenta sobre minhas duas noveletas capituladas.... valew!!

Fernando disse...

Achei a sinopse bem interessante, valeu pela dica.
Mais um livro para a minha lista.

Jorge disse...

Muito obrigado pela excelente resenha que você fez do meu livro!

Luiz dreamhope disse...

Wil(pode deixar que dou uma passada no seu blog), Fernando: com certeza é um ótimo e recomendado livro. Vale a pena.

Jorge, eu é que agradeço pelo livro :), e por ele ter sido tão bom. Com certeza, terminarei de ler sua tetralogia. Parabéns!

ThayFreir disse...

Resenha maravilhosa! Parabéns.
Agora fiquei realmente curiosa a respeito do livro "A Guerra das Sombras". Estou seguindo o blog. Passarei por aqui mais vezes. bjs